Extravio de bagagem: como evitar

Extravio de bagagem é o inferno astral do viajante. Na maioria das vezes ela é encontrada, mas, você passa por apuros e a recebe de volta arrombada pelo serviço de segurança do aeroporto e será obrigado a comprar outra. Para evitar que extravie e, se isso acontecer, sua bagagem deverá ser bem identificada.

DICAS

  • Os extravios de bagagem são mais frequentes quando se faz uma conexão aérea. Quanto menor o tempo entre a chegada de um vôo e a partida do outro, maiores são as chances de ocorrer.
  • Ao fazer o check-in, preste atenção se o comprovante de entrega de sua mala está correto e guarde-o em um lugar seguro. Repare bem na mala que você está utilizando (cor, marca, se tem rodinhas, detalhes que chamem a atenção…) para conseguir descrevê-la depois se, por azar, ela se extraviar.
  • Além da etiqueta do lado de fora, coloque outra também dentro da mala. Essa providência é útil porque malas cujas etiquetas se perderam são arrombadas pelos órgãos de segurança. (Aliás, com a crescente preocupação com o terrorismo, em certos países ela será aberta mesmo se tiver etiqueta…)
  • Se sua mala não aparecer na esteira rolante depois do desembarque, vá imediatamente apresentar sua queixa no balcão da companhia aérea (ou no guichê especial para isso que existe em certos aeroportos). Caso você tenha em mãos o endereço e o telefone de onde irá se hospedar, tudo será mais simples. Salvo raras exceções, a bagagem lhe será entregue no lugar que você indicar, entre 24 e 48 horas.

QUE TIPO DE MALA USAR

  • A mala ideal é aquela com duas rodas e puxador embutido. Evite aquelas com cordão para puxar – do tipo “cachorrinho de maluco” – pois tombam o tempo todo em terrenos irregulares.
  • Mochila só é prática para quem vai encarar roteiros de aventura, como percorrer a Trilha Inca no Peru, perambular pela Europa de carona, escalar o Everest… A experiência tem mostrado que uma boa mala de rodinhas é muito melhor. Afinal, a roda é uma grande invenção!
  • Valises com alças só valem a pena para transportar pouco peso; senão, vão machucar sua mão. É melhor destiná-las exclusivamente à bagagem de mão.
  • Seja qual for o tipo de mala, mochila ou valise que você escolher, é bom que tenha bolsos fechados com zíper e algumas divisões internas, muito práticas para separar material de toalete, guia de viagem, mapas e outros objetos úteis.

QUANTAS PEÇAS DE BAGAGEM LEVAR?

  • Leve apenas o que for realmente necessário e adequado, em, no máximo, dois volumes: uma bagagem de mão e uma de compartimento.
  • O limite para bagagem de compartimento aceito atualmente pelas companhias aéreas na classe econômica por passageiro é de duas bagagens, de até 32 kg cada nos voos internacionais ( isso vale para saidas e retornos ao Brasil; na compra de outro bilhete para voo interno, desvinculado do bilhete original o limite sera outro), e 25 quilos para os voos nacionais e uma bagagem de mão de até 5 quilos.

Câmbio para Emissão

Câmbio Aéreo  R$4,04440
Dólar R$4,24000
Euro R$4,70000


Atualizado as 09:00

Data: 23/08/2019

Entre em Contato

  • Endereço:
    Praça Dom José Gaspar, 76 CJ.26
    Republica - São Paulo/SP CEP. 01047-010
    +55 (11) 3211–3215 | 98595-7158
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Redes Sociais.